O que é ativação de marca e porque é importante para mim?

Como é que se ativa uma marca? O que faz com que o consumidor se lembre da marca? Conheça algumas dicas a ter em conta quando lançar o seu negócio.

Quando abre um negócio, ninguém o conhece, nem ninguém conhece a sua marca. No início, a sua marca não tem vida. Precisa de ser “ativada” para que possa existir para o mundo.

Mas poderá pensar: isso não é marketing? Sim e não J A ativação da marca refere-se a ações de marketing pensadas especificamente para dar início e alavancar a sua marca, enquanto que o marketing é o processo contínuo de fazer a promoção e manutenção da mesma.

Hoje em dia, a ativação de uma marca é um desafio. Os meios de publicidade já não provocam o mesmo efeito que provocavam há anos. O consumidor atual é muito mais evoluído, informado, seletivo e defensivo – já criou as suas próprias barreiras para filtrar a informação que interessa daquela que não interessa. E as barreiras são cada vez mais fortes.

Por isso, não há estratégia que não comece pela identificação dos seus consumidores, e por conhecer a forma como eles vivem as marcas, em vez de arrancar logo com uma comunicação indiferenciada e em massa. As pessoas vão reparar em si, não porque gritou mais alto, porque lhe proporcionou uma experiência inesquecível. A marca tem de ser ativada na mente dos consumidores.

E isto vale tanto para o início de um negócio, como para um rebranding ou lançamento de novo produto.

Como posso, então, ativar a minha marca?

Marketing experiencial

Nada melhor que permitir que o público tenha uma experiência direta e em primeira mão com a sua marca.

Porquê? Os nossos 5 sentidos estão em permanente utilização. Se não gostamos de um cheiro, franzimos a testa. Se o toque é áspero, recuamos. Os sentidos levam-nos para onde existem mais benefícios, para onde o nosso corpo quer estar.

Este método de contacto direto tem prevalecido bastante nos últimos tempos, porque se tem revelado uma forma poderosa de permanecer na mente dos consumidores.

Basta ver o exemplo desta campanha de equipamento de desporto aquático, da Tribord. Em vez de comunicar uma lista de benefícios deste colete salva-vidas, criaram uma bebida “falsa” chamada WAVE, que não era mais do que água do mar.

A ideia é lembrar, através de uma experiência sensorial segura, os perigos do mar. Certamente que as pessoas se vão lembrar desta abordagem durante muito tempo!

Oferta de amostras

Uma outra forma de se dar a conhecer, e muito simples, é “dar a provar” os seus produtos.

Oferecer amostras gratuitas de um novo produto vai fazer com que as pessoas, de facto, o experimentem e, se o fizer de forma criativa, será falado durante muito tempo.

Ofereça os seus produtos em eventos relacionados com a sua área, de forma criativa – assim irá obter melhores resultados do que apenas estar na Rua de Santa Catarina a tentar desesperadamente colocar os produtos nas mãos de pessoas impacientes e cheias de pressa.

Segue um exemplo original levado a cabo pela marca “Mountain Dew”.

Junte tudo.

É importante que, qualquer que seja a ação tomada, seja integrada nos vários canais de comunicação de forma estratégica e coordenada, e não apenas uma série de execuções desligadas entre si.

Nunca antes existiram tantos canais como hoje. Contudo, não queira estar em todo o lado só porque sim. Analise em primeiro lugar que canais consome o perfil do seu público – é nesses que deve estar.

Assim, faça uma seleção das redes sociais onde vai trabalhar. Não esteja em todas para não desperdiçar tempo e recursos com balas perdidas. Da mesma forma, não tem de publicar a toda a hora para obter mais resultados. Claro que é bom ter conteúdo, mas é preciso garantir que tenha elevada qualidade, para não sobrecarregar os seus seguidores. Prefira a qualidade em detrimento da quantidade.

Integre também o e-mail marketing. Apesar da predominância das redes sociais, o e-mail é um canal vivo e valioso se usado de forma correta.

Monitorize o desempenho. Não avalie a eficácia apenas em termos de aumento de vendas. É claro que o objetivo de qualquer empresa é o lucro, mas uma ativação tem mais a ver com o aumento daquilo a que, em marketing, se chama awareness e com a criação de um canal de diálogo bidirecional com potenciais clientes. Trata-se de criar um elo emocional, de forma a que a sua marca esteja presente na mente do público, gerando maior probabilidade de recorrer a si no momento de compra.

O público está esgotado com marcas. Brinde-o com uma experiência única – estará a dar a oportunidade de ele se lembrar de si e voltar!

Newsletter

SUBSCREVER
2018-05-23T08:57:02+00:00

2 Comments

  1. Ana Beatriz 26 Setembro, 2017 at 11:10 - Reply

    Adorei o post, estou no curso de Comunicação Organizacional e, por isso, ADOREI!!

    Novo post: http://abpmartinsdreamwithme.blogspot.pt/2017/09/as-tendencias-deste-ano.html

    Beijinhos ♥

    • Minerva 26 Setembro, 2017 at 11:31 - Reply

      Bom dia, Ana Beatriz! Ficamos muito felizes por ter gostado. Disponha sempre. Tenha uma excelente semana!

Leave A Comment