6 dicas para desenvolver a criatividade - Minerva
Criatividade

Precisa de ter ideias novas com frequência? Não precisa de recorrer à magia; existem algumas dicas básicas que o vão ajudar a desenvolver a sua criatividade.

 

Acredite, todos nós já passamos por estes momentos frustrantes: quando é esperado que apresente uma ideia nova mas nada surge, por muito que olhe para o computador.

E quando observa os seus colegas (conhecidos pela sua criatividade e originalidade), poderá dar por si a pensar que provavelmente faltou à sessão de distribuição de genes criativos 🙂

Muitas pessoas preferem esperar ociosamente que a inspiração ataque. Aliás, já Paul Lafargue, no seu admirável livro “O Direito à Preguiça”, exclama: “Ó preguiça, mãe das artes e das nobres virtudes, sê o bálsamo das angústias humanas!” Nada que não subscrevamos 🙂 Contudo, muitas pessoas não se podem dar ao luxo de esperar – precisam de ter ideias todos os dias, e não apenas de vez em quando.

Mas será que tem mesmo que inventar a roda? Não; a originalidade não está na raiz, mas no que fazemos a partir dela, conforme a definição seguinte tão bem ilustra:

“Uma ideia não é mais nem menos que uma nova combinação de velhos elementos.”
– James Webb Young

E como fazemos essa combinação? Felizmente, James continua:

“A capacidade de organizar velhos elementos em combinações novas depende, em grande medida, da capacidade de estabelecer relações.”

A boa notícia, caros leitores, é que essa capacidade é um hábito mental que pode ser cultivado! Na verdade, a criatividade não é inata – não nascemos criativos (com exceção de alguns génios raros). Tal como um músculo precisa de treino, a criatividade precisa de ser aprendida e desenvolvida.

Como? É altura de começar a tomar nota 🙂

 

1. Remova deliberadamente e ativamente as barreiras da tradições e hábitos bloqueadores.

Tradições e hábitos - Criatividade

A sociedade, por norma, incentiva o conformismo e inibe a individualidade, o que faz com que o ser humano, logo quando nasce, aprenda determinadas formas de pensar e de agir.

É por isso que, por vezes, as pessoas criativas são frequentemente vistas como rebeldes e dissidentes – gostam de pôr em causa as regras e tradições. Claro que não advogamos a quebra de todas as regras, mas é possível questionar a forma como as coisas sempre foram feitas dentro dos limites da ética.

Já ouviu alguém dizer: “Ah, mas eu sempre fiz assim”? É precisamente isto. As pessoas criativas preferem dizer: “Isto sempre foi feito assim, mas e se experimentarmos fazer de forma diferente?”

Não se acomode ao estabelecido. O hábito pode esconder oportunidades incríveis para mudanças criativas.

Disponha-se a correr riscos, a cair, a falhar, a ser diferente, a destacar-se, a questionar e a rir-se de si próprio.

 

2. Procure novas experiências.

Novas experiências - Criatividade

Um dos maiores clichés atuais não poderia vir mais a calhar. Lembra-se do famoso “sair da zona de conforto”?

Bem, os clichés são clichés por algum motivo. E este representa bem mais do que, à primeira vista, pode parecer.

Se a sua vida não sofrer muitas variações, se for muito previsível, se fizer sempre as mesmas coisas e tiver as mesmas rotinas, não haverá espaço para o diferente. Colocar-se em situações novas, atirar-se para o desconhecido, experimentar sensações nunca vividas, fazer atividades que nunca fez e, sobretudo, conhecer pessoas e lugares novos vai ajudá-lo a abrir o seu pensamento.

Quanto mais curioso for, e quanto mais aberto a novas pessoas, formas de pensar e de estar no mundo – por outras palavras, viver de forma criativa – maiores serão as probabilidades de pensar criativamente.

 

3. Escreva à mão.

Escrever à mão - Criatividade

Deixe por alguns momentos o computador, e agarre numa folha de papel e numa caneta. Estudos científicos com ressonâncias magnéticas revelaram que escrever à mão aumenta a atividade neuronal em determinadas áreas cerebrais, responsáveis pelo pensamento, linguagem e memória de trabalho.

A diferença chave é o movimento – vai ativar mais áreas cerebrais do que apenas digitar no teclado. Existe um caminho neuronal específico que apenas é ativado quando desenhamos fisicamente as letras, caminho esse ligado à aprendizagem e à memória.

Além disso, escrever à mão obriga-nos a desacelerar e a nos dedicar ao momento presente, ao que realmente é importante; no fundo, proporciona-nos um momento de mindfulness – algo que se tem tornado inédito nos tempos atuais, onde tudo tem de ser rápido e imediato.

 

4. Viaje.

Viajar - Criatividade

Expor-se a pontos de vista e formas de estar e de pensar completamente diferentes dos seus, ou daqueles que conhece, é uma das melhores formas de estimular a criatividade. Viajar permite-lhe entrar em contacto com novas culturas, e ativa os seus sentidos.

De acordo com Adam Galinsky, da Columbia Business School, o contacto com a cultura de países diferentes, o chamado choque cultural (e quanto maior a diferença, maiores os benefícios), aumenta a flexibilidade cognitiva e a profundidade e a integração do pensamento.

Por isso, é importante não apenas visitar outro país, mas mergulhar na sua cultura. Se andava a precisar de uma desculpa para viajar, aqui a tem! 🙂

 

5. Faça pausas no trabalho.

Pausas no trabalho - Criatividade

Já lhe aconteceu ter uma excelente ideia no chuveiro, ou numa viagem de carro? Há uma razão para isso – estas pausas permitem que o cérebro continue a trabalhar nas suas ideias sem ficar preso a olhar para o computador.

Trata-se do chamado ”tempo de incubação”, essencial depois de um grande esforço despendido sobre uma ideia.

 

6. Relacione-se com pessoas criativas.

Pessoas criativas - Criatividade

Se apenas se relacionar com pessoas que pensam de forma semelhante à sua, vai cair na armadilha da confirmação, na qual ninguém vê as falhas, porque toda a gente concorda consigo.

É verdade que pode ser difícil ouvir opiniões diferentes e críticas, mas esta é a melhor altura para deixar o ego de lado – pois na verdade ele não é para aqui chamado! – e para forçar-se a pensar de uma maneira que nunca pensou antes. Diferentes pontos de vista são muito refrescantes para um projeto que está fixamente à sua frente há muito tempo.

E é certo que a criatividade contagia. Pessoas criativas e positivas injetam uma boa dose de vida no ambiente, no espírito e no trabalho. Por outro lado, pessoas apáticas, negativas, críticas apenas porque sim, ou desencorajadoras não vão ser salutares para a sua criatividade e, mais do que isso, para a sua carreira e para a sua vida!

Existem muitas outras formas de desenvolver a sua criatividade, mas aqui ficam algumas por onde pode começar.

Já integrou alguma destas dicas na sua vida? Partilhe connosco nos comentários!

 

Se gostou deste artigo e quiser receber comodamente e em primeira mão os nossos conteúdos, subscreva a nossa newsletter. A inscrição é gratuita!

AUTHOR: Minerva

Somos mais que uma empresa de artes gráficas. Damos resposta a todas as necessidades de comunicação da sua empresa. E adoramos o nosso trabalho!

Deixe um comentário ;)

O seu endereço de email não será publicado

Subscribe!