O que deve saber antes de criar o seu logótipo - Minerva
Logotipo

Todos nós conhecemos logótipos de sucesso, mas sabemos que não são fáceis de criar. Conheça 4 questões fundamentais antes criar o seu!

 

Vivemos num mundo visual. Em apenas alguns segundos, somos avaliados pela forma como nos apresentamos. Essas percepções podem ser benéficas para nós, ou podem prejudicar-nos.

O mesmo se passa nos negócios. Hoje, em dia, temos de competir pela atenção e credibilidade, no meio de toda a concorrência.

E isso não só na forma tradicional do cartão de visita e do catálogo, mas em todos os meios pelos quais o cliente tem contacto com a sua empresa – os chamados visual touch points. É por esse motivo que criar um logótipo é muito mais do que desenhar algo bonito – é representar a identidade de uma empresa em todos os canais e formatos de comunicação.

A primeira questão (e a mais importante) é a seguinte: o que é que o seu logótipo representa? Está atualizado, estético, dirigido às pessoas certas, e com uma estratégia? Estes pontos são fulcrais, porque, caso não se verifiquem, podem estar a dar prejuízo à sua empresa.

Assim, quer esteja pronto para criar o seu logótipo, quer esteja a pensar em fazer um rebranding, tome nota de alguns pontos úteis para ponderar antes de embarcar na jornada.

 

1. Transmita o ADN da sua empresa

Todas as empresas são únicas, como uma impressão digital. Tome um tempo para pensar sobre o que é que a sua empresa tem de exclusivo – aquele fator que a distingue da concorrência, e que constitui um benefício para os seus clientes.

Além disso, a cultura e os valores da empresa são também fatores diferenciadores. O que é que a sua empresa oferece? Como atendem os clientes? Qual é a motivação basilar das pessoas que fazem parte do negócio?

Designers profissionais experientes ajudam o público a ver a grande personalidade de uma empresa.

 

2. Conheça os seus clientes

Logotipo - conheça os seus clientes

“Ser específico é ser magnífico.” E vamos explicar porquê 🙂

Para não correr o risco de obter os clientes errados (ou nenhuns!), conheça bem a sua buyer persona. Crie um perfil que represente o seu cliente ideal e comunique especificamente para ele.

Tenha uma imagem que faça sentido à sua buyer persona, com a qual se identifique. O seu logótipo deve permitir que as pessoas sintam a personalidade da sua marca e, para além disso, criar uma sensação tranquilizadora de que o seu negócio é real, credível e bem-sucedido.

Designers profissionais experientes ajudam a empresa a dirigir-se ao público certo.

 

3. Aposte na qualidade estética

O seu logótipo deve mostrar o seu posicionamento. Deve ser forte e apelativo, de forma a ser lembrado no quotidiano do seu público.

Contudo, o segredo está em equilibrar a simplicidade com a sofisticação. A velha máxima “menos é mais” é mais complexa do que pode parecer. Conseguir a parte do “menos” implica conhecimento especializado de estética e design sobre formas, cores, tipografia, espaços – tudo num conceito único.

Designers profissionais experientes traduzem a sua visão numa identidade visual.

 

4. Pense de forma versátil

É importante que o seu logótipo se adapte a qualquer formato e suporte, sem perder eficácia. Pense no economato e nos catálogos, mas também no site, nas redes sociais, em t-shirts, em pen drives, outdoors, entre outros.

Tenha sempre em mente que a legibilidade e definição do seu logótipo devem ser preservadas em vários tamanhos (desde itens promocionais pequenos, a grandes displays) e em vários dispositivos (papel, plástico, tecido, web, televisão e outros adequados ao seu negócio).

Designers profissionais experientes antecipam a aplicabilidade do logótipo em vários suportes e formatos.

Mesmo que saiba desenhar, que considere ter um gosto estético apurado e que tenha um orçamento apertado, a nossa recomendação é que invista num logótipo profissional.

Dessa forma, as questões mais fulcrais não são adivinhadas nem deixadas ao acaso – como um logótipo deve ser, como se deve comportar em todos os canais e formatos, o que deve transmitir e a quem transmite.

Além disso, evitará erros muito comuns – como seguir tendências que rapidamente se evaporam, desenhar para si próprio em vez de desenhar para o seu público, ou descuidar questões como o equilíbrio e espaços.

Pronto para ter uma identidade visual à altura dos seus sonhos? 🙂

Se gostou deste artigo e quiser receber comodamente e em primeira mão os nossos conteúdos, subscreva a nossa newsletter. A inscrição é gratuita!

AUTHOR: Minerva

Somos mais que uma empresa de artes gráficas. Damos resposta a todas as necessidades de comunicação da sua empresa. E adoramos o nosso trabalho!

Sem comentários

Deixe um comentário ;)

O seu endereço de email não será publicado

Subscribe!