As letras capitulares são um dos elementos de uma página que vivem com um pé no passado e outro no presente. Sabe qual a sua origem e como devem ser usadas?
  1. Letras capitulares – O que são?

A palavra “capitular” provém do latim medieval capitulare e significa “letra maiúscula ou grande usada para iniciar um capítulo”. Trata-se, portanto, de uma letra que surge no início de um livro, capítulo ou parágrafo, de maior dimensão comparativamente ao restante corpo do texto, ocupando, em geral, três ou mais linhas.

letras capitulares

Exemplo de uma letra capitular.

  1. Letras capitulares – Como surgiram?

As letras capitulares tiveram início com as iniciais e as letrinas, desenvolvidas no século VII, a partir das caligrafias praticadas em manuscritos, como vemos no exemplo em baixo.

letras capitulares como surgiram

Página de um exemplar dos Quatro Evangelhos, escrita em Itália com letras unciais e decorada com uma inicial muito simples.

As iniciais começaram a ser ornamentadas a partir do ano 650, atribuindo-se, assim, à letra inicial uma expressão quase mágica, conforme ilustrado pela obra prima que segue.

letras capitulares como surgiram

Lindisfarne Gospels, St Luke, Incipit Pagina, f.139
(Biblioteca Britânica)

A título de curiosidade, este livro foi produzido nas Ilhas Britânicas, numa época de invasões devastadoras e convulsões políticas. Os monges liam este livro durante os rituais no seu Priorado de Lindisfarne, na Ilha Sagrada, uma comunidade cristã que salvaguardava o santuário de S. Cuthbert, que continha relíquias com poderes curativos e milagrosos.

O propósito desta ornamentação, que por vezes ocupava uma página inteira, não era meramente decorativo, mas tinha uma utilidade prática: ajudava a localizar assuntos específicos do livro – daí que, muitas vezes, as capitulares não se limitavam a elementos florais ou geométricos, mas incluíam elementos relacionados com o conteúdo. As capitulares ajudavam especialmente os monges a reconhecerem e situarem o conteúdo, porque, geralmente, liam estes livros em salas com pouca iluminação.

Com a invenção da imprensa, as capitulares foram caindo em desuso – a rapidez que a imprensa proporcionava à produção de livros não se compadecia com o tempo necessário para desenhar estas letras. Além disso, a necessidade de reduzir os custos (quer na criação, quer no consumo de tinta) levou a que as capitulares fossem cada vez mais prescindíveis. Assim, hoje em dia, geralmente só as encontramos em edições de luxo.

  1. Letras capitulares – Como usar?

A utilização de letras capitulares pode ser muito impactante e diferenciadora, sobretudo por ser rara nos dias de hoje. Podem funcionar como um foco visual que acrescenta ênfase e variedade, sendo um agradável convite à leitura.

Contudo, as letras capitulares podem não fazer sentido em alguns tipos de livro. Por exemplo, terão maior enquadramento em livros de História ou Poesia, e menor em livros de Economia ou Direito Laboral. Recomendamos também ter em atenção o conteúdo do livro, para que o design da letra capitular acompanhe o tom e o teor – seria de evitar colocar uma letra capitular de estilo gótico num romance contemporâneo.

A forma mais simples de usar uma capitular é inseri-la diretamente no programa de edição de texto, com o mesmo tipo do restante texto. Contudo, nem todos os tipos são adequados, devido à forma ou peso, ou porque não se enquadram no espírito do texto. Se preferir, ainda assim, usar o mesmo tipo, é aconselhável que a letra capitular seja editada para evitar um peso desproporcional e, por consequência, perder harmonia. Além disso, é importante ter em atenção que uma capitular pode parecer pesada se for impressa em preto, mas parecerá mais leve se for impressa em cores – este facto pode fazer a diferença no ganho de harmonia com o texto.

Em termos gerais, recomenda-se que a cor da letra capitular seja aproximada da cor do restante texto; se for demasiado escura, pode parecer que a letra está isolada do texto e, se for demasiado clara, o espaço pode parecer vazio, o que não concede um início de leitura agradável. Da mesma forma, as letras capitulares devem estar alinhadas com as linhas de texto.

Existem algumas letras cuja forma podem constituir um desafio. As letras C ou O, pela sua anatomia, apresentam um espaço vazio no interior, pelo que é aconselhável adicionar um pequeno ornamento, não apenas para embelezar a letra, mas sobretudo para a conciliar visualmente com o texto.

Desaconselhamos a utilização de letras capitulares em colunas estreitas de texto, em parágrafos curtos, e em texto com alinhamento à direita, como ilustram as imagens seguintes:

letras capitulares como usar
letras capitulares como usar

Outro dos erros mais comuns é utilizar a letra capitular em mais do que um parágrafo por página. Isso gera múltiplos focos de atenção, originando ruído e colidindo com os princípios básicos da hierarquia visual, como se observa na imagem seguinte. Apenas deve ser capitulado o parágrafo hierarquicamente mais importante, o que ocupa mais espaço ou o que contém uma imagem maior.

Existem algumas formas mais criativas e ousadas de utilização das letras capitulares. Deixamos aqui alguns exemplos para se inspirar!

letras capitulares exemplos criativos

Utilização da letra capitular como uma imagem.

letras capitulares exemplos criativos

Utilização da letra capitular como o principal veículo de força estética.

letras capitulares exemplos criativos

Utilização da letra capitular com elementos decorativos.

letras capitulares exemplos criativos

Utilização da letra capitular como elemento central do texto.

Newsletter